sábado, 23 de janeiro de 2010

Sunshine vai processar Carminati

Parece mesmo que a instalação de um estúdio cinematográfico em um Pavilhão do Grupo Eliane em Criciúma está definitivamente sepultado. Pelo menos a empresa norteamericana Sunshine Entertainment Group, parceira do projeto, diz que não tem mais interesse se o intermediador for o cineasta Roberto Carminati.
Durante uma conversa por telefone de mais de 30 minutos de Nova York para Florianópolis, na tarde deste sábado, com Francisco das Chagas, da Sunshine, ouvi um desabafo do executivo. Me disse que a única alternativa que resta é mover uma ação judicial contra Carminati, filho de pais catarinenses mas criado nos Estados Unidos.
O motivo foi a declaração de Carminati durante esta semana de que a comédia romântica The Heartbreaker, dirigida por ele, está concluída e que pretende lançar o filme no dia 12 de junho, Dias dos Namorados.
Segundo Francisco, o filme não está pronto e a Sunshine é detentora dos direitos exclusivos de venda, distribuição, comercialização ou exibição, além dos direitos autorais sobre a obra conforme registros nos órgãos oficiais Americanos (Biblioteca Nacional em Washington DC, Screen Actors Guild of America - SAG e American Federation of Television and Radio Artists - AFTRA).
Com um custo de R$ 3 milhões, The Heartbreaker tem 50% de financiamento da Sunshine e outros 50% de empresários, do governo do Estados de Santa Catarina e da produtora Influência Filmes, do diretor, via incentivos de lei de cultura e apoios. Bem, mas o que é mais grave é que o filme era para ser entregue por Carminati para a empresa norteamericana em dezembro de 2008, conforme previa o contrato, mas a data não foi cumprida. A Sunshine está encarando o assunto como um sequestro de um bem.
Os protagonistas de The Heartbreaker são o norteamericano Todd Rotondi e a atriz brasileira Giovanna Antonelli. (Na foto acima, de Geremia, aparece o casal de atores com o diretor, de boné). O elenco do filme é formados por atores dos dois países e foi rodado no Brasil, principalmente Florianópolis e nos EUA. The Heartbreaker seria uma espécie de projeto piloto da parceria da Sunshine com Santa Catarina para instalação dos estúdios em Criciúma.
Ao longo das filmagens da comédia romântica, Francisco Das Chagas disse que começou a perceber que havia algo de errado com a maneira de Roberto Carmianti trabalhar. Primeiro, não pagava a maioria dos profissionais que atuavam com ele e também estava com outros projetos inacabados.
Francisco suspeita da veracidade de documentos apresentados por Carminati como se fossem papéis emitidos pelos governo do Estado. O executivo da Sunshine ainda chega à conclusão que Carminati usa o dinheiro de um projeto para terminar outro e assim sucessivamente.
"Ele [Carminati] não se explica, não presta conta. Passa por cima de tudo, não tem o menor pudor, não respeita acordos. Só paga os profissionais que trabalham com ele quando são movidas ações trabalhistas. E acha que nada pode acontecer com ele", diz Francisco.
O empresário da Sunshine ressalta que não há nada de âmbito pessoal e toda esta questão que ele enumera são fatos comprovados por documentos. Só para lembrar, Carminati é sobrinho do secretário estadual de Articulação, Ivo Carminati, tio de Roberto e que intermediou as negociações.
A assinatura do contrato para compra do pavilhão da Eliane para viabilização de um estúdio cinematográfico ocorreu em novembro de 2007 em Florianópolis. Participaram do ato o governador Luiz Henrique da Silveira, o presidente e o vice da Sunshine, Bruce Lipnick e Francisco das Chagas, e o presidente do Grupo Eliane, Edson Gaidzinski Júnior, mas o negócio não evoluiu. O contrato previa uma locação, cujas parcelas de pagamento se transformariam em parte da quitação do imóvel.
Francisco das Chagas diz que no governo do Estado há um desconforto já que o filme não foi concluído e a situação está num impasse. Avisa que a Sunshine tem interesse em continuar o projeto do Estúdio em Santa Catarina e que o Estado tem profissionais sérios, com caráter e competência para fazer uma parceria, mas antes de qualquer coisa lembra que é necessário encerrar a novela The Heartbreaker.

9 comentários:

  1. Fifo..Parabéns pelo informe. Finalmente alguém de coragem para nos alertar sobre algo que em sua maioria envolvendo casos com o uso do erário público tentam jogar por baixo do tapete para que fiquem na surdina.

    ResponderExcluir
  2. otimaa reportagem estava afim mesmo de saber uma resposta sobre esse filme, valeu por me informar.! (danilo correa, SC, (http://giovana.antonelli.zip.net) )

    ResponderExcluir
  3. O problemático são os anônimos que querem falar pra promover a discórdia. Isso sim é covardia, não se identificar, que vergonha! Além do mais o senhor Francisco das Chagas, que é executivo da Sunshine, também esqueceu de pagar seu principal funcionário aqui em Santa Catarina, que sou eu. Fui produtor do projeto, desde o início até o fim e cadê o pagamento pelo meu trabalho prestado para a Sunshine?

    Anderson Berto

    ResponderExcluir
  4. Meu chamo Bruna sou de Criciúma e participei deste filme como figurante, e uma pena o que vem acontecendo pois todos na cidade estávamos felizes com a oportunidade de ter um centro do cinema principalmente meus pais que são comerciantes e apoiaram o Carminati e o Erico e ate hoje não receberam nada pela alimentação entregue a equipe como outros amigos que também estão sem receber. Russo (Anderson) você e capacho do Carminati e já trabalha pra ele a muitos anos e não para a empresa dos estados unidos você quer e defender seu patrão ou amigo o melhor e você explicar cadê o filme e o pagamento das faturas.

    ResponderExcluir
  5. augusto@mundo47.com25 de janeiro de 2010 19:08

    Esse tal de Roberto Carminati é perigoso, não passa de um espírito de porco asqueroso e um grande estado como SC nas pode sucumbir nas mãos de um energúmeno como ele.

    Lamentavelmente o lançamento desastrado desse plano de cinema só pode indicar que os nossos governantes estavam desesperados diante da perspectiva de que um diretorzinho da Rede Bobo de Teleguiadão trouxesse mudanças ao estado, pois ele têm a certeza absoluta de que o povo Catarinense já está de tal forma alienado, são fatos consumados.

    É inacreditável que a maioria não tenha percebido ainda o desastre que está para abater-se sobre eles, mesmo que aquilo que os algozes pretendiam e estão realizando tenha sempre sido anunciado em documentos diversos e páginas da Internet do próprio governo e de outras instituições que o apóiam, obviamente, com dinheiro público.

    Desta vez a divulgação foi muito mais explícita e a repercussão tão grande que provocou um clamor generalizado contra o referido diretor que põe em risco e ameaça definitivamente o que ainda existe de democracia e profissionalismo no áudio visual do estado e do Brasil.

    Se ele partir para o tudo ou nada, que fique com o nada!

    ResponderExcluir
  6. veja bem Bruna,como voce disse ai em cima vc e meramente uma figurante,que participa das filmagens quando é convidada e de graça pelo apoio,ja eu russo ou anderson a quem vc se refere de capacho, era produtor associado da sunshine assim contratado pelo seu chagas ,se vc quiser vir ate minha casa ,mostro a vc todos os emails e recibos de pagamentos referente ao meu trabalho pela sunhine e nao o para o roberto carminati.quanto a alimentação que vc se refere todas as alimentaçoes sedidas foram de graças para apoiar as filmagens,vc naum particpou nem uma unha das negociações em que eu participei, portanto sua participação se encerrou nas baias das filmagens então antes de abrir a boca pra falar besteira nao abra. Caso o estabelecimento de seus pais cederam comida por contrato e naum receberam entao que procurem seus direitos na justiça como qualquer cidadao, naum estou defendendo o roberto em nada,ele tem sua responsabilidade no projeto. mas não é necessariamente ser culpa dele por esse rolo que esta acontecendo.Quanto ao explicar faturas e cade o filme,no momento certo por lei vc podera acompanhar as prestaçoes de conta no tribunal de contas do estado de santa catarina, dinheiro este que saiu de patrocina dores em que fomos buscar de porta em porta assim como pede as leis de subvenção social ,tanto na esfera federal, estadual e municipal que esta pra todo mundo que procura e que precise pra seus projetos. e assim que o filme tiver pronto voce vera no cinema.

    ResponderExcluir
  7. Já conhecíamos o caso deste filme e já de inicio percebemos os motivos pelo qual este diretor? Roberto Carminati e sua equipe? não foram e não estão sendo capasses de manter os compromissos.

    Vejam a infeliz declaracão deste senhor Russo ou Anderson sobre a senhora Bruna a chamando de ".meramente uma figurante,que participa das filmagens quando é convidada e de graça pelo apoio."

    E logo em seguida se intitula como sendo produtor ".era produtor associado da sunshine." E lamentável que um profissional da área desconsidere a importância da classe de figurantes e faça chacotas com a falta de pagamentos sobre serviços prestados por fornecedores a produção. Fica fácil entender o porque que os americanos pularam fora desta infeliz parceria.

    Gostaria de frisar também que o individuo aqui citado e Roberto Carminati e não o ilustre diretor,produtor,profissional de primeira e grande amigo Beto Carminati que infelizmente carrega o mesmo nome e no mesmo estado de SC.

    Lamentável.

    Aroldo Botelho
    Diretor/Produtor - RS

    ResponderExcluir
  8. Engracado isso... O autor da mesma cita que conversou por "30 minutos" com o senhor Chagas, nao entendo porque o mesmo nao tomou o mesmo tempo para falar com o senhor Carminati... Ou pelo menos postar aqui as provas que o senhor Chagas tem sobre essas afirmacoes, pois tanto o autor como o senhor Chagas falam com tanto conhecimento de justica, eles devem saber que acusacoes como essas, sem provas tambem sao cabiveis de processo. Gostaria muito de ver as contas da sunshine provando esse gasto de 1,5 milhao que a sunshine se refere.
    Acusar tambem uma pessoa de falsificar documentos do estado e' algo muito grave.

    Engracado isso...

    Mas acho que sei qual 'e a razao !!! QUando alguem liga pra voce ne NEW YORK , eles tem que estar falando a verdade, afinal e' uma ligacao de NEW YORK, podem falar oque quiserem sem provar nada , pois de fato e' uma ligacao de NEW YORK...

    Acho muito engracado tambem que alguem que investiu 1,5 milhoes de reais, e acha isso tudo sobre a pessoa e o projeto que o dinheiro foi investido, depois de 3 ANOS ainda nao tenha entrado com um processo na justica, logo alguem que vive na cultura de que tudo se resolve na justica como alguem de NEW YORK.

    Sera que o autor e' tao incapaz que antes de publicar uma materia assim sobre qualquer pessoa nao se perguntou nenhuma das anteriores ?

    ResponderExcluir
  9. Ao seu aroldo botelho,
    so pra vc ter conciencia do assunto, numa hierarquia de filmagem o figurante e o ultimo que passa nas imagens e muitas vzs ainda passa distorcido ,pessoas essa que sao tambem importantes pra todo o conjunto, agora coloque na sua cabeça que a partir do momento em que um figurante me chama de capacho ,tenho sim todo o direito de sim chama-lo de MERAMENTE,e outra coisa,se a pessoa em si que comenta algo sem ter a verdadeira noção do que acontece ou aconteceu em qualquer assunto é um ESPECULADOR, que portanto vira a prejudicar a imagem, o trabalho e a vida das pessoas envolvidas.isso sim é execravel, venha de quem venha, entendeu? isso serve pra vc tambem que e nenhum momento esteve perto de tudo o que aconteceu,e agora que se promover dando depoimentos aleatórios, se isso e ser profissional ,imagino o resto seu AROLDO BOTELHO.

    ResponderExcluir